CCLXXVIII

01:02



As flores traduzem
o melhor de mim,
um diálogo de Idiomas
que se voltam todos
para as diversas tramas
dos vários caminhos
do meu Jardim.
Idiomas parecidos
com os falados
nos Templos Primaveris
Do Alto.
Idiomas diretamente
advindos dos
Templos Primaveris
Do Eterno Espaço.
Idiomas trazidos
pelo bater das
coloridas asas
dos Anjos Da Primavera.
Idiomas tranquilizadores
nascidos aos pés
dos Grandes Deuses
Da Primavera.
Idiomas que são
minúsculos Reflexos
da Eterna Grandiosidade
Da Primeira Primavera
Do Grande Jardim
De Todas As Almas.
Idiomas que
a Deusa Do Jardim
conserva intactos
nos tantos jardins
de meu coração,
de minha mente
e de minh'alma.
O que eu digo
nos meus
inomináveis versos
são apenas fragmentos
dos Idiomas
em mim.
O que se eterniza
em meus
inomináveis poemas
é apenas o início
da fala de cada Idioma
em mim.
Há muitas outras
Linguagens
em mim.
E cada uma
é a tradutora
do que eu
inominavelmente sou.

Inominavelmente,
INOMINÁVEL SER.




You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts