CCXXXVI

06:47


Cosmic Heart Of The Universe - Unknown Author


Ancorei meu barco,
bem pequeno
e afundável,
no Coração Universal,
bebendo da Grande Luz
a jorrar pelas Veias
do Cósmico Tecido
Da Criação.
Apanhei cada Facho
da Grande Luz
Que Se Expande
e depositei bem fundo
nas profundezas
do meu pequeno
humano coração.
Abri no Grande Jardim
o meu coração,
fazendo minha
pequena luminosidade
chamar uma vez mais
A Deusa que lá reside.
Ela me abraçou
e abriu para mim
Seu Coração,
fazendo jorrar
sobre mim
Todas As Luzes
De Todos Os Jardins.
Engolfado por tal
Eterno Poder Imemorial,
Indefinível
em humanas palavras,
Indecifrável
em humanos idiomas
e Inacessível
em humanas traduções,
fui guiado por Ela
até O Grande Jardineiro…
“De Mim Nascem
Todos Os Jardins,
De Mim Aqui A Ser
O Pai E Mãe
De Todo Jardineiro
Que Bebe Da Luz
De Meu Infinito Coração”,
Assim Sussurrou
Em Meu Coração
O Grande Jardineiro,
Senhora E Senhor
Também Deste Jardim
De Inominável Poesia
Nascida Do Meu
Humano Coração.
E uma rosa nasceu
das lágrimas que verti
acima do meu coração
diante do Encontro
Com O Primeiro Jardineiro
No Primeiro Jardim.
A Deusa colheu a rosa
e a plantou em
Seu Coração.
E eu colho outras rosas,
plantadas por Ela
em meu coração.

Inominavelmente,
INOMINÁVEL SER.




You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts