CCXXI

21:36



Naquele Jardim habita
uma Flor que Gloriosa
desceu das Altas Estrelas
de Firmamento Maior.
A Flor me convida
para um passeio
de mãos dadas
à entrada de seu Jardim
repleto de flores
e frutos
e folhas
beijadas pela Verdade
Cósmica.
A Flor,
uma Deusa Eterna
que Desceu
e sempre Ascende,
é saudada no Jardim
por Anjos
que cantam Louvores
ao Natural,
Fadas que dançam
em redor de Flores
Celestiais,
Elfos que cuidam
das Árvores da Vida
que crescem por lá
e Visitantes que deixam
tesouros,
sorrisos
e abraços recheados
por Algo que
nenhuma humana palavra
é capaz de traduzir.
A Deusa,
A Flor,
deita-se no Verde
e eu me deito
ao lado Dela.
Ficamos a observar
os dias,
as noites,
os sóis,
as luas,
as estrelas,
os mundos,
os seres…
O Todo diante de nossos
Imortais Olhares,
sou ao lado Dela
um Deus resgatado
de campos onde flores
nunca nascem.
E ficamos a admirar
O Todo.
E estamos a admitir
O Todo.
E estamos a adquirir
O Todo.
Nenhum movimento.
Nenhum estremecimento.
Nenhum espasmo.
Nenhum devaneio.
Nenhum desvio.
Nenhuma distração.
Apenas,
impassíveis,
admiramos o Kosmos
em Total Comunhão
Real.

Inominavelmente,
INOMINÁVEL SER.




You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts