CCIX

18:00


Cosmic Angel - Endre Balogh


Colhendo lágrimas
Entre as multiplicidades
De povos dos mundos
Que sofrem longe de Ti,
Inominável Desconhecido,
Tu Sopras
Eterna Luz 
Aos Campos
Onde trabalham
Os Enxugadores
De Lágrimas.
Onde há lamento
E sofrimento,
Um Enxugador
De Lágrimas,
Um Jardineiro
Do Inominável Amor,
Planta raízes
De árvores esperançosas.
A Harmonia Deles
Seca as lágrimas.
A Alegria Deles
Aquece as almas.
A Brandura Deles
Abraça mentes.
A Esperança Deles
Navega corpos.
Ei-los na Terra,
Sim,
Aqui na Terra.
Eles secam
As tuas lágrimas,
Humana irmã,
Humano irmão.
Lágrimas carentes
Ao fim das manhãs.
Lágrimas cadentes
No alvorecer das tardes.
Lágrimas cortantes
Ao porvir das noites.
Lágrimas que são 
Partes inseparáveis
Do humano caminhar
Em um Vale
Onde a Deusa Dor
Reina com facilidade.
Lágrimas que tocadas
Pelos Enxugadores
São tornadas mensagens
Dos Deuses Amorosos
Que nos humanos corações
Jazem.
Eles enxugam assim
As suas lágrimas
Para poder dar-te
O Alto Caminho para
A Verdadeira Felicidade.
Esta se encontra
Em seu coração,
Enxugai Amando
Cada lágrima
Do teu coração.
E sorria para
O Todo
Universal.

Inominavelmente,
INOMINÁVEL SER.





You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Jardins Que Visito

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Get Free Shots from Snap.com