CCVI

20:45



Flower - Alphonse Mucha 



A Deusa Do Jardim

chega graciosamente
adornada
e segurando,
amorosa,
as Eternas Flores
Celestiais.
Há Flores
para os que
vertem dolorosas
lágrimas.
Há Flores
para os que
caminham assombrados
pelo fracasso.
Há Flores
para os que
estão perdidos
e desesperados.
Há Flores
para os homens
e as mulheres
de boa vontade.
Há Flores
para os homens
e as mulheres
de má vontade.
Há Flores
para os de todos
os Campos
Da Existencialidade.
Flores que
O Supremo Autor
De Todas As Coisas,
O Inominável Desconhecido,
fez a Deusa Do Jardim
colher sorridente,
ao lado dos Querubins,
em Eden.
Flores para ti,
minha irmã.
Flores para ti,
meu irmão.
Flores para mim,
meus irmãos.
Aceite-as 
irmã.
Aceite-as,
irmão.
As minhas
sempre trago
dentro do meu
coração.

Inominavelmente,

INOMINÁVEL SER.





You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts