CCIV

22:54


Adventures in Solitude


Nos Jardins
Da Grande Solidão,
ouço os passos
da Deusa Descalça
que acalma
cada trovão
no interior
do meu coração.
Em meu redor,
todos os
Solitários Irmãos
meus,
igualmente Filhos
Da Cósmica
Solidão.
E Aquela Deusa,
A Descalça
De Brilhantes Pés,
Dança
em nós,
Dança
para nós,
Dança
desatando nós...
Ela tem
nos cabelos
um perfume
apenas no Alto
possível.
Ela tem
nos olhos
um brilho celestial
que no Alto
é Todo Sentido.
Ela tem
no sorriso
uma Luz Maternal
que é O Alto
Revestindo O Palco.
O Palco
Cósmico.
O Ato
Cósmico.
E nós,
Solitários Seres,
Os Atores
Do Grande Drama
Cósmico.

Inominavelmente,
INOMINÁVEL SER.




You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts