CLXXVI

00:17

Pergunto ao meu Eu,
à sombra de uma árvore
de infinitas folhas
no Jardim,
sobre o quanto
de passos
que ainda posso dar
em direção ao Ômega
do Cósmico Alvorecer.
Quem responde é o
Silêncio,
uma ressonância
das mais suaves,
um crescente poder
a somar-se
ao meu reflexo
em meu espelho
d'alma.
Também me silencio,
estabelecendo rios
que correm nos países
de minha alma.
Me silencio,
alcançando
O Grande Rio
Da Grande Alma.
Me silencio
e finalmente encontro
a minha alma.

You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts