CLXV

12:00



Em uma jornada
de múltiplos sonhos,
em meio aos estrondos
de todos os trovões
do ontem,
do hoje
e do amanhã,
encontro origens
em todas as fontes
d'água vitais.
Chove lá fora
e é um verão imenso
e intenso
aqui dentro,
dentro desta
minha alma
de místico
cantor poeta.
Medito sentindo
o odor das rosas
do Grande Jardim.
Canto todas as canções
escritas pelos Anjos
do Grande Jardim.
Poetizo em meio ao vento
que traz boas novas
do Grande Jardim.
Rego plantas imortais
em meu redor.
Colho flores imortais
em meu templo.
Oro ao Um,
O Grande Senhor Jardineiro.

Inominavelmente,
Inominável Ser.

 
 

You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Jardins Que Visito

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Get Free Shots from Snap.com