CLXIV

12:00




Era uma tempestade
que com muita coragem
inundava-me n'alma.
Era uma noite
que com bruta sorte
fazia-se amiga
de minha alma gasta.
Era um jardim
com flores raras,
na frente da minha
humilde morada,
antiga e leve
morada de sonhos,
morada de auroras.
Eram os primórdios
da minha terrestre
humana caminhada,
há trinta e um mil
e seis anos
eu aqui iniciava
a minha caminhada.
Era uma dourada época,
eu caminhava
com Deusas,
eu caminhava
com Deusas...
Passou há muito
aquela época,
caminho agora apenas
com uma,
a que reside no jardim
da minha morada.

Inominavelmente,
Inominável Ser.

You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Jardins Que Visito

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Get Free Shots from Snap.com