CLIV

12:00


Meu Jardim,

um descanso nele dou

fora do mundo,

somente um pouquinho...

Meu Jardim,

meu bom Jardim,

meu amado Jardim,

meu querido Jardim,

nele sempre recosto

a cabeça nas folhas

ao chão caídas

e adormeço sonhando com

A Verdadeira Vida...

Você tem um Jardim

assim,

minha jardineira amiga?

Você tem um Jardim

assim,

meu jardineiro amigo?

Você planta árvores

que te consolem,

longe do mundo,

em um Jardim como o meu?

Você colhe flores

que te acalmem,

longe do mundo inteiro,

em um Jardim como o meu?

Você tem um Jardim,

jardineira amiga,

jardineiro amigo?

Um Jardim no qual

uma Deusa paira

toda receptiva

a enxugar as lágrimas

de sua alma?

Um Jardim no qual

um Arcanjo paira

todo receptivo

a ensinar O Caminho

para a sua alma?

Um Jardim no qual

um Anjo paira

tocando A Grande Harpa

para a sua alma?

Um Jardim no qual

O Creador Revela-Se

para a sua alma?

Se não você não tem

um Jardim assim,

jardineira amiga,

jardineiro amigo,

comece a construir um

somando todas as suas

alegrias,

multiplicando todos os seus

sonhos,

dividindo todas as suas

fantasias

e subraindo todas as suas

mágoas.


Inominavelmente,

Inominável Ser.

You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts