CLI

00:08

Jesus caminha no
Jardim,
O Jardim Inominável
De Poemas Inomináveis,
O Jardim Revelado
a este simples poeta
feito de lama e de barro.
Agradecido fico,
Mestre Jesus,
pela Tua Presença
neste humilde espaço
que fala das Coisas Além
e das Coisas Daqui
e das Coisas Que Ainda
Serão Coisas.
Agradecido fico,
como poeta,
Mestre Pescador,
pelo Teu Inspirador
Amor
em meu humano existir
tão acumulado de cinzas
e lágrimas do Anjo
que eu um dia fui.
Agradecido fico,
Salvador Da Terra,
pelos que lêem este Jardim
e aqui se encontram
com a Grande Dama
que me guia
nos versos todos saidos
dos Lábios Do Um.
Agradecido fico,
Libertador De Almas,
pela Tua Voz aqui,
aqui em minha humilde
mente,
aqui em meus humildes
ouvidos,
aqui em meu humilde
Jardim.
A Ti,
Cristo,
rendo uma oração
em forma de poesia
que canta das profundezas
mais íntimas e puras
do meu coração.
A Ti,
Cristo Planetário,
ergo meu humilde olhar
e peço pelo pulsar
de Teu Ser
em cada alma
em cada lugar
agora a sorrir
ou a chorar.
A Ti,
Cristo Deste Mundo,
peço que me pesques
com a Rede Da Unidade
e que meus nados sejam
cada vez mais parte
dos nados dos peixes
que estão Dentro
Da Unidade.
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!
UNIDADE,
PESCAI-ME!!!'
SOU UM PEIXE A FICAR PRONTO,
CADA VEZ MAIS,
PARA A TUA PESCA!!!

Inominavelmente,
Inominável Ser.






You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts