CXLII

00:51

Gosto de caminhar
nas manhãs
sendo beijado pelo Sol
e observando
a todos os pássaros
que para o oeste
voam determinados.
Grande Pássaro,
qual o meu nome
e o nome
de todos os caminhantes
na Terra Encontrável?
Grande Sol,
qual o brilho
da minha coroa
e das coroas
de todos os leões
que rugem como
campeões de todas
as batalhas
mais duras
e angustiadas?
Ah,
Deus,
Pai,
Creador,
Tu me abraças
aqui dentro de
mim,
Tu a todos abraça,
bem dentro,
lá no Eu,
lá onde nós,
Teus Filhos,
somos melhores
e bem mais livres
para tocarmos
em Tuas Carinhosas
Mãos...
Consciência Universal,
se eu fosse
um Sol
brlharia sobre todos
que choram abraçados
aos espinhos de árvores
que crescem entre
moradas ferozes!
Consciência Máxima,
se eu fosse
um pássaro
voaria ate os corações
dos aflitos,
dos desesperados,
dos deprimidos
e dos derrotados,
pousando com amor,
Alto Amor,
para purificá-los
das intensas dores
d'alma inteiras!
Consciência Una,
como sou pequeno,
como sou mui,
mui pequeno,
para ser agora
um Sol,
para ser agora
um pássaro...
No entanto,
bardo inominável,
brilho através
da pena,
estou voando através
dos versos plantados
neste Jardim
de mil a mil infinitos
Jardins Encantados!

Inominavelmente,
Inominável Ser.








You Might Also Like

2 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts