CLXXXVIII

11:21

Há uma
dança.
Uma
dança.
Uma
dança.
Uma
dança.
Dança
de virgens
calores.
Dança
de virgens
germinações.
Dança
de virgens
dominações.
Não sou eu
a
dançar
e sou eu
a
dançar
no
belo
dançar
de meu
coração
dançarino
ao brilho
do sol
refletido
na
pele lunar.
O que sou
dançando
assim,
Pai De Todas As
Danças?
O que sou
dançando
assim,
Mãe De Todas As
Danças?
Encontro Selene
na madrugada
e no verão
das horas,
Ela dança
A Dança Do Baile
De Cordas
Sobre O Precipício
Da Unidade...
Vamos,
dancemos,
Selene...
Vamos,
dancemos
lunarmente,
Selene...
Vamos,
dancemos
acaloradamente,
Selene...
A Una Dança,
Selene...
A Una Dança,
A Maior De Todas
As Danças,
Selene...
A Una Dança,
A Única Possível
Dança,
Selene...
Adoraria,
dançando com Ela,
Uno Dançarino,
cair no
infindo fundo
de tal
Precipício
para poder bailar
novamente
em Vosso
Eterno Uno Baile!









You Might Also Like

3 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Jardins Que Visito

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Get Free Shots from Snap.com