CLXXX

01:08

Ventanias estranhas,
quem chega
assim?
Frio amigo,
quem vai te
levar embora
quando acabar
o Inverno?
Ah,
o Jardim está
mui quente...
Ah,
mas eu amo mais
o frio...
Ah,
mas tudo é
tão frio...
Tão frio longe
do Vosso Jardim,
Deusa...
Tão quente aqui
em Vosso Jardim,
Deusa...
Vejo ali,
ali perto
daquelas folhagens dançantes,
Deusa Do Jardim,
a menina doce
dos olhos mais dançantes
que se chama
Matelda...
Vejo ali,
ali perto
daquele trono de flores
colhidas no mais fundo
de Vosso Jardim,
Deusa,
a menina eternamente
iluminante
que se chama
Beatrice...
Vejo aqui,
aqui em mim,
uma Divindade
que somente me pertence,
Deusa Do Jardim,
minha Divindade
de bardo ausente
do mundo feroz
fora daqui,
minha Divindade que toca
As Estrelas
Do Alto Jardim...
Vem,
Matelda,
Vamos Dançar!
Vem,
Beatrice,
Vamos Reinar!
Vamos,
Deusa Do Jardim,
Alcancemos As Estrelas
Movidas Pelo Amor
Do Alto Jardim!
Ventanias estranhas,
quem chega
assim?
Frio amigo,
quem vai te
levar embora
quando acabar
o Inverno?
Ah,
o Jardim está
mui quente...
Ah,
mas eu amo mais
o frio...
Ah,
mas tudo é
tão frio...
Tão frio longe
do Vosso Jardim,
Deusa...
Tão quente aqui
em Vosso Jardim,
Deusa...
Vejo ali,
ali perto
daquelas folhagens dançantes,
Deusa Do Jardim,
a menina doce
dos olhos mais dançantes
que se chama
Matelda...
Vejo ali,
ali perto
daquele trono de flores
colhidas no mais fundo
de Vosso Jardim,
Deusa,
a menina eternamente
iluminante
que se chama
Beatrice...
Vejo aqui,
aqui em mim,
uma Divindade
que somente me pertence,
Deusa Do Jardim,
minha Divindade
de bardo ausente
do mundo feroz
fora daqui,
minha Divindade que toca
As Estrelas
Do Alto Jardim...
Vem,
Matelda,
Vamos Dançar!
Vem,
Beatrice,
Vamos Reinar!
Vamos,
Deusa Do Jardim,
Alcanxemos As Estrelas
Movidas Pelo Amor
Do Alto Jardim!
Ventanias estranhas,
quem chega
assim?
Frio amigo,
quem vai te
levar embora
quando acabar
o Inverno?
Ah,
o Jardim está
mui quente...
Ah,
mas eu amo mais
o frio...
Ah,
mas tudo é
tão frio...
Tão frio longe
do Vosso Jardim,
Deusa...
Tão quente aqui
em Vosso Jardim,
Deusa...
Vejo ali,
ali perto
daquelas folhagens dançantes,
Deusa Do Jardim,
a menina doce
dos olhos mais dançantes
que se chama
Matelda...
Vejo ali,
ali perto
daquele trono de flores
colhidas no mais fundo
de Vosso Jardim,
Deusa,
a menina eternamente
iluminante
que se chama
Beatrice...
Vejo aqui,
aqui em mim,
uma Divindade
que somente me pertence,
Deusa Do Jardim,
minha Divindade
de bardo ausente
do mundo feroz
fora daqui,
minha Divindade que toca
As Estrelas
Do Alto Jardim...
Vem,
Matelda,
Vamos Dançar!
Vem,
Beatrice,
Vamos Reinar!
Vamos,
Deusa Do Jardim,
Alcancemos As Estrelas
Movidas Pelo Amor
Do Alto Jardim!

Inominavelmente,
Inominável Ser.








You Might Also Like

2 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts