CXLVII

20:31

Miguel e o Alto Sol
Pousam Suas Cabeleiras
No Jardim,
A Festa ensolarada
Se torna,
A Deusa Do Jardim
Assume Solar Feição,
Ela receb-Os
Com o caloroso balançar
De seus infinitos cabelos
Dispersos pelas Ondas
Do Grande Mar!
Eu me lembro agora
De ser
Filho do Sol,
Um leão bejado
Por Júpiter
E contido
Por Saturno,
Ao olhar para
A Face Resplandecente
De Miguel,
Ao olhar para
A Face Resplandecente
Do Grande Sol!
Quase cego,
Fico a admirar
A Festa Solar
Na Festa Da Paz
No Jardim,
Sou um pobre humano
De humilde existência
Acompanhando de outros
Pobres humanos
De humildes existências
Que comigo podem
Dançar com
A Deusa Do Jardim
E os Seres Celestes
Porque estamos nos
Aproximando
Ao nosso modo
Do Um!
Nossos Sóis
Brilham!
Nossas Coroas
Surgem!
Nossos Mundos
Se Iluminam!
Desce
A Unidade!
Desce
A Dualidade!
Desce
A Trindade!
Descem
No Jardim
Em Festa
De Pacífica Solar
Unicidade!

Inominavelmente,
Inominável Ser.








You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Jardins Que Visito

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Get Free Shots from Snap.com