CXVIII

19:39

Doentiamente,

Doente todo,

Doente tolo,

O espaço deste mundo

Tão devastado

Quebra-se no saltar

De infinitas pedras

Advindas de

Infinitas montanhas

Partíveis.

Que mundo!

Que mundo!

Que mundo?

Isto aqui é o que

Vós,

Meu amigo Dante,

Chamou de Inferno!

A visão de tudo

É uma visão de nada,

A espécie humana

É desgraçada falada

Sepultada arruinada

Já no útero materno!

Superiores aqui não há!

Inferiores sim!

Que ruína aqui!


Inominavelmente,

Inominável Ser.






You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts