CXVII

19:34

No grandioso

Circo maior

Do grande espetáculo

Da arenosa vida,

Estou viajante

Na estrada altamente

Explosiva total

Das alegrias totais.

Todo singelo

Caminho sofrível

Não me equilibra

No tocante ritmo

Das vibrações

Que me fragmentam.

Um fragmento meu

Cai no ar...

Um fragmento meu

Caindo no ar...

Um fragmento meu

Caído Caído Caído

No ar ar ar...

Tento uni-los

E racho todo

Meu ralo Espírito

Fraco quedante...

Queda é respirar...


Inominavelmente,

Inominável Ser.







You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts