CI

23:15

Servindo a mim mesmo
Nas obras todas de meu intento
Em ser mais do que lamentos
No extenso terreno maior
Dos charcos lamacentos,
Sou inominavelmente vento,
Passando por ali,
Passando por lá,
Passando por cá,
Rodando rodando rodando
Pelas Rodas Dos Mundos,
Pela Ronda Universal,
Ventando ventando ventando,
Distante daqui,
Distante de lá,
Distante de cá,
Lacrimoso no Ontem,
Lacrimoso no Hoje,
Lacrimoso no Amanhã,
Lacrimoso sempre
Para no Não-Sempre
Poder gargalhar ao colo
De minha Amada Eterna,
Aquela que é Deusa,
Aquela que é Fada,
Aquela que dança com as Musas,
Aquela que canta com as Mudanças,
Ela aqui,
Ela lá,
Ela ela ela ela ela ela ela ela
Em meu Verdadeiro Ser,
Ela ela ela ela ela ela ela ela
A sorrir em todo o meu sorrir,
Ela ela ela ela ela ela ela ela
Minha Amada Inominável
Cujo nome verdadeiro
É conhecido lá,
É conhecido aqui,
É conhecido em mim...


Inominavelmente,

Inominável Ser.





You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts