LVI

22:43

Dura guerra,

Penosa guerra,

Grande guerra,

Glorificadora guerra

Contra o Vosso Exército

Da Desordem Eterna,

Deusa Carne!

Meu exército é luzidio

E mesmo nas

Trevas densas materiais

Eu louvo todos

Os meus gritos guerreiros

Contra teus urros

Ferreiros irracionais!

Há cicatrizes em meu

Corpo!

Há cicatrizes em meu

Espírito!

Há cicatrizes em minha

Alma!

E não desisto de feri-la,

Deusa Carne!


Inominavelmente,

Inominável Ser.





You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Popular Posts