XXI

22:55

Na pena ardente

Em minhas mãos

Há imemoriais

Milênios antigos

Que apresentam-se

Nas letras manifestas

No sagrado papel.

A pena minha é sagrada,

Digo isto porque

Sinto-me

Deus Pai,

Deus Filho,

Deus Espírito Santo

Escrevendo sobre

Coisas antigas

Que aprendi nas mais

Imemoriais Eras.

Pena:

Bastão Da Eternidade,

Caduceu Do Infinito,

Tesouro Do Tempo.


Inominavelmente,

Inominável Ser.




>

You Might Also Like

0 Passantes Pelo Jardim Aqui Repousaram

Jardins Que Visito

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images

Get Free Shots from Snap.com